Low poo e Co Wash para cabelos mistos a oleosos

Foto referência do blog Achados da Gabs

Oi gurias! Hoje vim falar pra vocês sobre a minha transição capilar. Não,  não é sobre cachos, mas.. parei de pintar meu cabelo (usei coloração 1.0 e depois 3.0 por mais de 5 anos), deixei sair toda a progressiva ( fiz progressiva tendo o cabelo liso 😒), e estou natural e com meus branquinhos que já existem por aqui, afinal, estamos a beira dos 30 e migrei para o mundo Low Poo. 
Quem me conhece sabe o cabelão que eu tinha até entrar na faculdade #CHORANY. Quando cortei meu cabelo não me arrependi (no primeiro corte: long bob) achei lindo! Só que depois ele nunca mais foi o mesmo, demorava pra crecer, e não que eu queira voltar a esse tamanho, mas estou em #OperacaoRapunzel pra ele crescer até a altura do sutiã (depois eu conto os detalhes em outro post).

A esquerda 1° semestre, a direita 4° semestre da faculdade.
PS: Tinha outras fotos com ele maior, mas muito ruins.

Então, nesse processo de emagrecimento eu dei uma espiadela no mundo go vegan, conheci o low e no poo e o velho co Wash (velho e eu não conhecia! Podem me julgar hahaha! eu, a louca das coisas de vó). Pois bem, pra quem não conhece, essas técnicas não fazem uso de sulfato forte, parabenos, petrolatos e silicones. Achei umas minas go vegan super engajadas que lavam o cabelo só com água e sim o cabelo delas é lindo, soltinho... outras lavam o cabelo com bicarbonato e vinagre e usam óleo de Coco puro nas pontas. E eu tentei! Só com água, mas minha raiz é oleosa,  mas aprendi a esfregar a cabeça com vontade! Então testei o tal bicarbonato e o vinagre, também não deu certo. Imagino que seja pelo fato de que para entrar nesse processo cabelístico tinha que ter usado um anti resíduos antes pra retirar todos os componentes que não são permitidos na técnica e eu fui direto, porque tinha cansado de gastar dinheiro com shampoos de mercado que "não davam certo", pois até então não tinha visto bioextratus aqui perto e eu em sabia onde tinha, também não queria gastar só pra buscar um shampoo na Ilha ou pagar frete.


Foto referência do blog Desocupada é a mãe



Low Poo para cabelos mistos a oleosos

A técnica low poo permite o uso de alguns silicones nos finalizadores, ja que existe um sulfato nesses shampoos suaves que limpa bem. É o caso do queridinho da Johnson's Baby, mas quem dera eu ter descoberto que ele não  tinha ftalatos lá no começo, então fica a dica pra quem não sabe por onde começar, a maioria nos shampoos de bebê não tem sulfatos fortes, mas se você se liga em cruelty free saiba que segundo vi aqui eles testam em animais.
Para cabelos oleosos estou usando da Phytoervas, vegan e cruelty free 🐰. Comprei o kit por menos de R$25 no mercado e clicando aqui você pode ver o kit no site da marca, eles tem shampoos para vários tipos de cabelos. Quando meu cabelo está mais frágil ou no inverno eu uso a linha jaborandi da marca, pois meu fio é fininho e meu cabelo é misto.
Vou ficar devendo as resenhas, porque hoje vamos discorrer somente sobre as técnicas mesmo e algumas indicações de produtos que eu usei mais de  um tubo.

No poo para mistos e oleosos?
No poo é um creme de limpeza com agentes surfactantes, eu vi no YT da Carol Kyoko o Comigo Ninguém Pode da Lola cosmetics que também pode ser usado nos dias de intervalo, depois da praia ou piscina ou academia, segundo a marca o creme é multifuncional e pode ser usado de várias formas.
Eu nunca usei porque não é muito em conta e vi que eles andaram mudando a fórmula de vários produtos por ter ingressado no mundo vegan.

Quando fazer Co wash em cabelos mistos a oleosos.
Sim, eu faço co wash no verão, com o próprio condicionador Phytoervas,  já que eles são liberados.
Normalmente lavo meu cabelo um dia sim, e outro não,  só que quando suo demais nos dias de intervalo faço co wash, ja que o cabelo não precisa de nenhum agente surfactante só pra tirar o suor, pois os fios estão limpos, já que meu cabelo é misto.



Porque não usar ftalatos (em excesso pelo menos).

Os sulfatos retiram além da sujeira do cabelo, quem já lavou o cabelo com seda ou outro shampoo tradicional e o cabelo ressecou demais ou ficou duro, sabe do que estou falando.
Já os petrolatos usados nos condicionadores e finalizadores em geral são agentes oclusivos, na pele viva até tem alguma funcionalidade, mas o fio do cabelo é tecido morto, é indiferente em função, só serve pra dispensar esse tipo de resíduo lucrativamente, fora que é um agente poluidor, vai por água abaixo direto para os rios e oceanos.
Os Parabenos ja se sabem por algumas fontes que são cancerígenos, e os silicones são uma maquiagem para o cabelo, por isso são permitidos só para low poo (um exemplo bom é o 3 min miracle da Aussie).
Escrevi o "em excesso", no caso do uso diário, pois quando fazemos algum tratamento no salão de beleza, uma hidratação ou reconstrução esses itens estarão lá, e pra mim tudo bem, pois é esporadicamente que isso acontece, pois não sou vegana, apenas optei por um modo de vida mais natural, saudável e equilibrado, que inclui a troca dos meus produtos pessoais pelos crueltty free e vegan sempre que possível ✌

Lista completa dos liberados e proibidos Aqui 


Menos 20 kilos na consciência


Oi gurias!! Voltei, e pra começar vim contar pra vocês o que aconteceu comigo desde que cheguei em Floripa. Pela foto vocês já devem estar se perguntando: Como? Então, vamos começar.

Sempre quiz, como toda garota, ter um corpão da Gisele Bündchen, com peitos e bunda, ora.. porque não?  No entanto, eu nunca me aceitei, desde o começo na minha adolescência, eu menstruei com 9 anos e comecei a ganhar "corpo" muito cedo (sim! Culpem os hormônios das rações para frangos), e já ganhei meus primeiros kilinhos a mais, de 50kg para 59kg e sempre aquelas gramas a mais que quase se iam aos 60kg. Já imaginem os comentários dos tios que sempre acham que comentando da tua aparência estão te "avisando" pra parar de comer porque se não vai ficar gorda. "Tão bonita!Te cuida pra ti não engordar" diziam eles, já avó te entope de comida todas as férias, é o jeito dela dizer que cuida, mesmo que ela mesma não saía de casa se achasse que estava gorda, suas tias quase todas sofreram com compulsão alimentar versus anorexia e nem sabiam que bichos eram esses.

Então, comigo não foi diferente, passei a vida fazendo dieta e indo na academia, ora comendo até o reboco da parede, e nao podia ver um doce. Uma vez comi açúcar refinado, pra ti ver o nível de desespero da pessoa! Só que lá no primeiro ano do ensino médio, não bastou fazer dieta, lembra, eu queria ser a Gisele! Eu procurava inúmeras representações nas revistas de moda, quais as atrizes eram parecidas comigo e como eu poderia ser como elas, e aí comecei a tomar só um café preto e puro açúcar de manhã, e uma laranja a tardinha depois da aula, para isso dar certo eu acordava tarde e pronto, não tinha "fome". Porém, a pessoa louca por doces, um dia fez uma bacia gigante de pipocas doce, e depois vomitou, colocou o dedo na garganta, e começou um longo ciclo. Emagreci sim, mas as bochechas enormes infladas dos vômitos , os dentes ficavam amarelos do ácido do estômago, e nunca estava contente, porque eu não queria ser eu mesma.
Em resumo, Minha mãe descobriu, parou o carro no meio do caminho da escola, e começou a me "descascar", foi horrível! A culpa, o medo, a ideia de ser gorda novamente, isso que eu nem era considerada "anorexica", apareciam poucos "ossos" pra isso. Com isso veio a compulsão sozinha, sem os vômitos, e sem os jejuns, cada refeição era a representação da ansiedade dentro de mim. E seguiu-se o ciclo aquele que falei ali em cima, ora dieta focada, ora longos períodos de desânimo e compulsão. Isso sem contar os problemas psicológicos por traz disso... fiz 5 anos de terapia, resolvi muita coisa com a psicologia, mas teve coisas que nem a psico deu jeito, nem psicanálise,  nem cognitiva comportamental... e cheguei no meu extremo.
Fotos de 2015 a 2017, oscilando entre 84,5kg e 89,75kg

Desde que cheguei em Florianópolis, senti que tinha chego num lugar que transpirava saúde, todas as pessoas fitness, correndo na Beira mar e comendo comidas saudáveis, pensei: "eu trabalho caminhando, vamos tomar Herbalife pelo menos.. ok!" Assim, ali naquela foto da praia, em Janeiro de 2018 eu ja tinha voltado para o "meu peso" 84,5kg, com um pote de shake, proteína e um chá de guaraná. E fiquei bem faceira, mas trabalhando pesado o corpo foi ganhando massa, nem na academia tinha ficado forte de verdade. Ali por abril de 2018, na Páscoa, sobrou chocolate na geladeira por um tempo, pensei beleza, já estamos progredindo, antigamente, no meu aniversário de 16 anos, comi uma travessa de torta inteira sozinha! Comecei a ler muito sobre comportamento alimentar, e comecei a ver onde estava o erro, conheci a @mmbottan no instagram, e várias outras contas relacionadas ao assunto, e entendi muitas coisas, que nem fazia ideia, do tipo: "restrição gera compulsão". "Eureka! Como  nunca percebi isso"  pensei, e melhorei um pouco mais, não praticando a restrição pra não gerar a compulsão, emagreci mais dois kilos, chegando nos 82kg.
Nesse período eu comecei a ver uns vídeos do Tiago Brunet, sobre propósitos, e orando um dia, depois de muito tempo, levantei o braço aos céus e pedi Socorro! Pois eu estava em depressão e frustrada, queria morrer, minha vida não era só aquilo! em um video o Tiago disse pra escrever alguns pedidos aos Senhor pra se realizar dentro de 1 ano, que coubessem numa folha de bloquinho, e eu coloquei um deles: emagrecer meio kilo por semana até voltar ao peso de quando conheci meu marido (70kg).  Mesmo afastada de Jesus desde 2013, quando conheci meu marido. Como nos nao éramos casados no papel eu não queria criar escândalo eu me afastei, fomos casar  depois de muita coisa em 2015.
No fim, fui pela primeira vez numa balada aqui, de salto, escorreguei e meu joelho que ja não estava legal estourou: estiramento do ligamento, lesão no menisco, na rótula, rótula e umas fissurinhas. Fui pra minha terra natal, e lá na minha mãe fui na igreja um dia, e "conheci" de verdade o movimento Dunamis, que falei no post anterior (que foi nessa época do ano passado). Me decidi e me reconciliei com a minha igreja mãe e vim pra Palavra Viva Church em Floripa. Quando eu voltei o Senhor voltei a ler a bíblia, e o Espírito Santo me levou a um versículo lá em Daniel, em que o próprio pede ao chefe dos moços para não comer dos manjares do rei. Fiquei pensando, por um tempo até me rendi ao vegetarianismo, foi ai que aprendi de verdade a comer salada, mas entendi naquele verso que os manjares do rei é tudo aquilo que não tem nutrientes e que não da pra viver de lanches, doces e salgadinhos, por exemplo, e importa que o que eu volocompra dentro tenha valores agregados, de vitaminas, minerais e afins.
Em outro momento fui ler novamente e estava escrito que era bom que o homem comesse das gorduras e do bem do seu trabalho, então pensei, posso sim comer carne, mas como aquela pirâmide alimentar que aprendi la na escola com a nutricionista, não faz mal comer um  churrasco de vez em quando, mas o que mantém os nutrientes necessários vem daquilo que vem da terra.

O Espírito Santo ministrou no meu coração, através da palavra, sobre ansiedade, medo, e completou o vazio de dentro de mim com o Seu amor. Esse vazio que todo mundo tem, e tenta preencher com tanta coisa mas ainda tá lá. Vi que ninguém no mundo me ama como Deus me ama, e esse amor foi por mim e por ti, e só o "verdadeiro amor lança fora todo o medo". Não são apenas palavras que mudam as nossas vidas, somente Deus é capaz de nos transformar com seu amor e poder, e se a gente deixar, a ponto de quando tenho que escolher algo qua do saio para comer, não escolho coisas tão gordurosas, no início até pedia ajuda pra Deus na hora de escolher, mas não deixei de comer nada, bebi refrigerante, comi chocolates, e lanches, mas nem se compara em proporções com o meu passado, ate porque a restrição gera compulsão, assim como "a força do pecado é a lei". O refrigerante e o lanche ficaram a uma vez na mais ou menos, mas o normal, sem compulsão de comer até ficar vomitando, e o chocolate 1 ou 2 vezes na semana, e nao no mesmo dia do lanche, normalmente com um café, e continuei comendo pão, as vezes branco doce, as vezes integral, as vezes francês, mas sempre dei prioridade às proteínas vegetais, ovos e derivados lácteos e vegetais em geral, e milho, abóbora, mandioca e batata doce, a carne fica no churrasco, no lanche ou frango e frutos do mar emmpouca quantidade. No meu stories do instagram tem algumas fotos de algumas refeições no icone "food". Outra coisa bem importante é saber quando está com sede e não fome, a gente passa a vida com sede achando que está com fome, como comecei a ouvir o meu estômago, literalmente, o certo é comer quando tem fome mesmo, a gente leva cerca de 20 minutos pra o cérebro assimilar que comeu e cerca de 5 horas pra uma digestão  completa. No meio desse tempo temos que perceber que a quantidade de água que a gente precisa pra não viver desidratado é enorme, mais de dois litros por dia, dependendo do peso x altura.
Ainda tenho uma boa jornada pela frente, porque cuidar do corpo, inclui fazer exercicios, além do meu trabalho (meu recorde foram 12 mil passos no pedometro em um dia), e isso pra mim ainda está em processo de acontecimento, estamos todas no mesmo barco, aprendendo sempre, todos os dias, e que Deus nos ajude e nos transforme pela renovação da nossa mente!

Esse é o Aplicativo Fat Secret que em alguns momento, ao final do dia eu anotava o que  comia só para ver as porcentagens e saber se eu estava comendo bem. Também anotei o meu peso há algum anos, por isso tem os gráficos. Ele tem outras funcionalidades, mas não usei ele que nem louca controlando cada coisa, foi um processo natural de mudança interna. Usei um outro pra medir a quantidade de água ingerida, também ao final do dia, e calculava a quantidade de aguanpara meu peso x altura, isso só pra ver as mudanças acontecendo.


O principal é saber, como o apóstolo Paulo falou, "que tudo me é lícito, mas nem tudo me edifica".

Desabafo e Dunamis Movement

Oi guriassss, tudo bem com vocês?

Então, eu havia sumido, um pouco pelas mudanças na minha vida, mas estava pensando sobre se eu realmente queria continuar com o blog. Tem tanto conteúdo bom na internet que nem precisa de mais um, então pensei em usar esse espaço pra algo mais. Sempre pensei em falar dessas coisas pra que cada uma de vocês se valorizasse cada dia mais, melhorar a autoestima, mas cheguei num ponto da vida que vi que se eu não fizer algo além disso não continuaria com o blog, então vou pensar com carinho no assunto.

Maquiadora profissional tem muitas por ai e boas, eu sou só mais uma, e no momento me mudei pra Floripa, e não estou trabalhando na área. Minha inspiração é a Brigitte Calegari que tem uma Escola m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a, e tem tantas outras realmente boas.. uma hora coloco minhas preferidas numa listinha com os links pra os sites delas. De blog de feminices a internet tá cheia, a Bruna Tavares pra mim é uma das melhores, vlogs então, nem se fale, hoje em dia quem tira tempo pra ler algo na internet é porque realmente se interessou pelo assunto.
Então se você já leu até aqui, meu muito obrigada.

Foto referência Dunamis

Indo para o foco, descobri esses dias umas aulas gratuitas e on-line do Dunamis Movement em um link patrocinado através do Instagram. Eu já havia visto algumas ministrações pela internet sobre chamado e propósito, não sei se você já se sentiu perdido, mas fui procurar no Google (sim me julguem, no G-o-o-g-l-e!) Então eu cliquei, me cadastrei, li o e-book, que tem 58 paginas, mas parecem bem menos (letras grandes) e hoje vi que saiu o 1° vídeo, e senti vontade de compartilhar com vocês.

Então,  o 1° vídeo liberado é esse aqui embaixo, se você assistir e quiser participar disso tudo, o link pra se inscrever é esse https://sprint.dunamismovement.com/

Um abraço bem apertado e bom vídeo!

Wish list: cuidados da pele do rosto

Estou sempre modificando meus cuidados conforme os resultados, até achar os queridinhos da vez, alguns estou na busca a anos. Como não tive a oportunidade de ir numa dermatologista até hoje (imagino que não seja nada barato, inclusive o tratamento) e fazer os tratamentos estéticos está fora de cogitação em tempos de recessão. Resolvi listar meus aprovados e reprovados de destaque, e resolver um pouco das dúvidas de nós brasileiras nessa área,  pois a nossa pele é um tanto peculiar. Sabendo disso, essa listinha vai ajudar a você que como eu não quer gastar mais do que o necessário com isso, sem abrir mão da qualidade. Afinal, não temos uma fonte da juventude, envelheceremos como todo mundo, mas em grande estilo.

Foto referência da Internet 

Minha marca favorita de cosméticos tradicionais no cuidado com a pele ainda é a Mary Kay, gosto muito do 3 em 1, do kit microdermoabrasão e da máscara renovadora em gel. Quando comecei a usar os produtos na MK  em 2012 a minha pele ressecou e descascou na primeira semana com o 3 em 1 pra peles oleosas, até achei que não fosse dar certo, agora acho que foi um período de adaptação da pele. Há outros produtos que já usei e gostei bastante do resultado, mas com a crise, depois que parei de ser consultora Mary Kay não comprei novamente.

Demaquilante

👍 O Demaquilante da Mary Kay para maquiagem à prova d'água e para tirar cílios postiços;
👍 Lencinhos umedecidos de bebê mesmo;
👍 O 3 em 1 mesmo, porque ele também demaquila maquiagem que não seja a prova d'água.


Limpeza da Pele

👍3 em 1 para peles oleosas, ele é em gel, possui umas esferas de esfoliação leve, possui poder de tonificação e ainda demaquila sem agredir a pele.
👍Shampoo de bebê Johnson's tradicional, o amarelinho, promove uma limpeza super suave, o ponto positivo é que ele bom para o bol$o.
👍Higiporo promove uma limpeza bacana com efeito purificante.
👍Gel de limpeza refrescante Clean e Clear para pele sensível e acneica. PS: O melhor kit que já usei para acne na adolescência (Foto abaixo).
👎👍 Gel de limpeza clearskin da Avon, a última versão ficou mais ou menos, limpa bem, mas ainda achei um pouco forte para minha pele, as anteriores não deram certo por serem agressivas demais. A long time ago tinha um com umas esferas azuis que usei até sair de linha. Ou seja, caso de amor e ódio a cada lançamento, por minha mãe  ser revendedora da marca usei todas as versões. Quem quer um post só deles levanta a mão!

Foto referência do MiniKit Antiacne in  Se joga na make


Tonificação

👍Água floral Detox Bioart, hidrata como uma água termal, tonifica e controla a oleosidade.
👍Tonico refrescante Botanical effects para pele oleosa, mas a linha Botanical da Mary Kay mudou, e não cheguei a usar a nova.
👍 O tônico que usava para peles sensíveis e com acne é da clean e clear, era ainda um pouco ardido, mas dos tônicos para acne foi o melhor que usei (Foto acima).



Hidratação

👍 Hidratante timewise Mary Kay para peles normais deu mais certo que o para pele oleosa, possivelmente porque tenho a pele mista.
👍 Renew Hydra é um antiaging noturno em gel de hidratação profunda para usar a cada 3 dias.


Proteção Solar
👍  O  episol whitegel supersequinho pra quem tem a pele muito oleosa no verão

Foto referência Resenha Episol Just Lia

Cuidados Específicos 
👍  Azeloglicina manipulado em gel para pele com acne, mas quando usei o azelan de farmácia queimou minha pele.
👍 Kit microdermoabrasão da Mary Kay  é maravilhoso, mas se a pele é muito sensível não é indicado
👍 Máscara em gel hidratante da Mary Kay que é boa pra todos os tipos de pele porque hidrata e não deixa oleosa.


Acne e Cravinhos
👍 Máscara da avon pra remover os cravinhos do nariz..  não é que nem ir na esteticista, mas ajuda! Uso ele até hoje uma vez por semana pelo menos.
👍 Máscara Negra ClearSkin AVON Quando necessário fazer um Detox)


Opinião
O jeito é ir lendo resenhas e buscando opiniões de quem ja usou o produto que você procura, mas só no teste mesmo pra não errar e ver se vai dar certo por um período de tempo.. por exemplo um serum que comprei na hora cumpriu o que prometeu, mas me saíram espinhas.
A melhor coisa são as amostras e para um dois ou tris usos. Fica a dica para as empresas e suas consultorias, porque é muito ruim comprar coisas sem experimentar, depois não dá certo e colocamos dinheiro fora que podia ser utilizado pra comprar outras coisas que também queremos.

Seja Vintage

Nossos avós faziam e nós também podemos cultivar esses velhos hábitos. Faz bem pra nós e pra natureza!!!




Muita gente acha que o passado é algo chato, mas podemos encontrar muitas dicas incríveis de como viver uma vida mais verde e com mais qualidade.

Caminhe mais


Nossos avós andavam bem mais do que a gente. Porque ir na esquina comprar pão não precisa ir de carro! Caminhar é bom para o corpo e para a mente. Caminhar melhora a sua pressão arterial, aumenta a sensação de bem-estar liberando muita endorfina, e se quiser faça uma caminhada umas três vezes por semana e terá uma vida longa.

Cozinhe mais em casa


Cozinhar pode ser algo relaxante e prazeroso. Além disso, é um hábito que pode ser saudável, pois você escolhe os ingredientes e controla o modo de preparo, fazendo suas receitas serem mais saudáveis. Assim você controla até as calorias se quiser!! Tem cada receita maravilhosa pra gente testar,  no instagram, YT ou até mesmo um site que vi que te mostra as receitas pra você fazer com o que tem em casa. Também receber os amigos em casa ao invés de sair para comer, temos as receitas de comidas para festas, das entradas às sobremesas. Aproveite  a cozinha terapia, é uma beleza.

Cuide de um jardim


Tudo bem, muitos não têm espaço para ter um super jardim como nossos avós tinham. Mas uma planta ou flores em um vaso já fazem diferença. O objetivo é ter um hobbie terapêutico. Existem modelos no Pinterest de hortas verticais, em canos, garrafas PET, etc. Use a criatividade e você ainda ajuda o meio ambiente, e consumindo menos agrotóxicos nos temperos como salsa, pimenta, manjerona, manjericão... a lista de opções é imensa. Fora que ter flores em casa é um conforto para os olhos!!!

Escreva cartas


Nós sabemos: faz bastante tempo que você não pega uma caneta e um papel e escreve uma carta pessoal para alguém importante e a coloca no correio. Pense que escrever uma carta hoje em dia demonstra atenção. Quando viajar mande cartões postais, ou no natal mande seus cartões para seus parentes pelo correio, é um mimo <3

Faça mais uso de remédios naturais

Resfriado, tosse, dor de garganta? Por que não tentar remédios naturais primeiro, como nossos avós? Por exemplo guaco com sal para gargarejo, ou um chá de carqueja branca para o estômago. Ainda tinha um xarope que meu tio avô Neco fazia (que vou ter que pedir a receita pra posteridade) que curava qualquer gripe, feito com cascas de árvores.

Cuide de suas roupas.


O que pensamos quando vemos um furo pequeno em uma blusa é 1) jogar fora; ou 2) simplesmente não usar mais. Isso é uma perda de dinheiro e também uma agressão ao meio ambiente. Nos tempos dos nossos avós, remendar e reutilizar era muito comum. Adotar esse hábito é algo que tem muito a ver com sustentabilidade, com consumo responsável. Há também espaço para a criatividade: quando não dá mais para remendar, transformar uma peça em outra ou dar uma outra utilidade a ela também é uma boa solução. Como, por exemplo, a meia-calça, aquele elástico da cintura, ou do tornozelo, sendo Preto, é um ótimo lacinho para o cabelo, e que não causa danos aos fios.

E se você estiver inspirado pelo “reutilizar”, por que não fazer compras em um brechó? Aqui em minha cidade tem um brechó Paroquial que já comprei casaquinhos jeans por três reais e blusinhas boas e algumas com etiqueta por até cinco reais.. porque não aproveitar. Existem peças que são atemporais, por isso vá nos grupos de desapegos, nos brechós da liga de combate ao câncer, nas igrejas e ONGs. Quem garimpa consegue ótimas coisas com precinho lá embaixo, e ainda ajuda financeiramente uma entidade beneficiente.

Também pode renovar o guarda roupas de alguém vendendo o que você não usa mais, ou doando a essas entidades que possuem brechó, outra novidade interessante foi  Renner fazer um lugar para descarte de roupas que a gente não usa mais.

Aproveite mais o sol


Moramos em um país tropical e temos boa parte dos dias ensolarados e com bom tempo para secar a roupa naturalmente, no varal, como nossos avós. Utilizando menos a secadora, diminuímos o gasto com energia. Além de ser bom para o nosso bolso, também é bom para o meio ambiente, pois reduzimos nosso impacto sobre ele. De forma geral, tente ser mais consciente a respeito do usos de seus eletrodomésticos.

Utilize as coisas até que elas se acabem


Nossos avós não trocavam de TV, ou hoje em dia, o celular, assim como trocamos de camiseta. Eles usavam até todos “pifarem”. É esse pensamento que devemos ter. Comprar menos e utilizar até quando puder. Assim você não estará contribuindo para aumentar o tamanho de nossos aterros.

Recorra à cozinha na faxina

Nossos avós encontravam na cozinha soluções para a sujeira. Recorriam muitas vezes ao fermento (bicarbonato de sódio) e ao velho conhecido vinagre. Esses tipos de produtos agridem muito menos a natureza, e são tão eficientes quanto. Várias receitas no Pinterest 😊

♻ Ter consciência ecológica hoje em dia é tudo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...